Ex-Dia Nacional da Vida Silvestre ou "Ex-Día Nacional de la Vida Silvestre" (4ª segunda de julho)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/909

Próxima Celebração "Ex-Dia Nacional da Vida Silvestre" ou "Ex-Día Nacional de la Vida Silvestre": Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018, : daqui 335 dias, 20:19:58-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia Nacional da Vida Silvestre ou "Día Nacional de la Vida Silvestre" na 4ª segunda-feira de julho, era uma comemoração móvel da Costa Rica, que havia sido instituída pelo Decreto Executivo Nº 21933-MEP-MIRENEM de 5 de janeiro de 1993, mas que foi transferida para 31 de julho de cada ano, pelo DECRETO Nº 35463-MINAET-MEP de 4 de junho de 2009, para que as celebrações dessa data comemorativa não coincidam com o "Dia da Anexação de Guanacaste" ou "Día de la Anexión de Guanacaste" da Costa Rica em 25 de julho.

Conforme o Decreto supracitado em vigência na Costa Rica, durante esse dia festivo, deverão ser realizados atos exclusivos sobre a vida silvestre em todas as escolas e colégios costa-riquenhos, em coordenação com o "Programa Nacional de Vida Silvestre do Sistema Nacional de Áreas de Conservação" ou "Programa Nacional de Vida Silvestre del Sistema Nacional de Áreas de Conservación" e do "Programa de Educação Ambiental do Ministério de Educação Pública ou "Programa de Educación Ambiental del Ministerio de Educación Pública" da Costa Rica.

Graças ao esforço de conservação e reflorestamento que o país tem feito, hoje há cerca de 53% de cobertura florestal na Costa Rica, e nesse território vivem animais silvestres, sendo indispensável que as pessoas aprendam a conviver com eles.
A Costa Rica protege por lei cerca de 25% do seu território, e leva muito a sério o ecoturismo.
O governo, por exemplo, classifica o nível de sustentabilidade turística de operadoras, hotéis e outras empresas, numa avaliação que vai de uma a cinco folhas. Conquistá-las não é fácil.
Políticas desse tipo garantiram ao país a melhor colocação entre latino-americanos no ranking mundial do Índice de Competitividade em Viagens e Turismo de 2009.

Mesmo assim, conforme dados do Ministério costa-riquenho do Ambiente ou "Ministerio de Ambiente", cerca de 400 mil animais silvestres vivem presos no país, utilizados como mascotes em 1 de cada 4 casas da Costa Rica.

Para conhecimento, animal silvestre é o animal tirado da natureza e que reage à presença do homem.
Os animais domésticos como gatos, cachorros, galinhas e porcos, entre outros, já estão acostumados a viver perto das pessoas. Já o animal silvestre não, e por essa razão, tem dificuldades para crescer e se reproduzir em cativeiro. Papagaios, araras, mico-leões-dourados e jabutis, ao contrário do que se pensa, são animais silvestres.
E uma das maiores ameaças para os animais selvagens é o tráfico de animais silvestres.
Acredita-se que o comércio ilegal de animais silvestres movimente cerca de 10 bilhões de dólares por ano em todo o mundo. Só o tráfico de drogas e o tráfico de armas é maior que isso.
Tráfico é o comércio ilegal. Traficar animais significa capturá-los na natureza, prendê-los e vendê-los com o objetivo de ganhar dinheiro.

Fontes consultadas:

  1. ambiental.wordpress.com/…
  2. noticias.terra.com/…
  3. /…
  4. documentos.cgr.go.cr/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/909

RSS/XML