Dia Provincial da Bíblia ou "Día Provincial de la Biblia" (4º domingo de setembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/1284

Próxima Celebração "Dia Provincial da Bíblia" ou "Día Provincial de la Biblia": Domingo, 24 de Setembro de 2017, : daqui 91 dias, 14:50:49-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia Provincial da Bíblia ou "Día Provincial de la Biblia" no 4º domingo de setembro, é uma comemoração móvel da Província argentina de Tierra del Fuego, conforme Resolução Nº 150 de 2009, cuja data da celebração pode ocorrer entre os dias 22 de setembro e 28 de setembro de cada ano no calendário gregoriano.

Essa data comemorativa de argentinos de Tierra del Fuego pode estar relacionada, com o dia da conclusão/publicação da impressão daquela que é tida como a 1ª Bíblia produzida em série e a confecção do 1º livro impresso de que se tem notícia na história mundial, que se deu em 30 de setembro de 1452, graças ao esforço e à veia criativa do inventor alemão, Johanes Gutenberg, que escolheu como 1º grande produto da imprensa inventada por ele, uma edição magnificente da Bíblia.

O texto escolhido por Gutenberg foi a "Vulgata Latina de São Jerônimo". Era uma grande Bíblia de 1282 páginas – também conhecida como a "Bíblia de 42 linhas", porque em cada uma de suas páginas haviam duas colunas com 42 linhas.
Outros ainda a denominam "Bíblia de Mazarino", em referência ao cardeal Mazarino, pois roi na biblioteca do estadista italiano radicado na França, Jules Mazarin [nascido Giulio Raimondo Mazzarino, que também é conhecido como Cardeal Mazarino], e que serviu como primeiro-ministro da França de 1642 até à data da sua morte em 9 de março de 1661), que foi descoberto um volume dessa obra em 1760.

A Bíblia impressa por Joahnnes Gutenberg, que permitiu a propagação do conhecimento da Bíblia Sagrada e de outros livros impressos depois dela para todos, é considerada um símbolo-chave de um momento de transição da história da humanidade.
Até então, a Bíblia era o livro mais caro do mundo, porque sua transcrição manual ocupava o trabalho de muitas pessoas. Mesmo o 1º livro impresso por Gutenberg era em si muito caro, pois calcula-se que, para a aquisição de um seu exemplar naquela época, fazia-se necessário 4 vezes o ordenado anual de um escrivão de livros manuscritos.

A tarefa da impressão da Bíblia foi extenuante e quase além das limitadas possibilidades humanas do século XV.
Lê-se, por exemplo, na revista da SBB [Sociedade Bíblica do Brasil]:
Durante quase 3 anos - de 1452 até 1455 - Gutenberg trabalhou na impressão da Bíblia. Para imprimir o Livro dos livros foi necessário o trabalho de uma grande equipe: Além de Gutenberg, 6 impressores, 12 tipógrafos e mais 20 auxiliares.
"O material empregado para a Bíblia impressa por Gutenberg foi o pergaminho, e para as suas 30 primeiras Bíblias ele precisou da pele de 5.000 cabras. Ao todo foram impressas por Gutenberg cerca de 180 Bíblias."

Esse dia festivo de argentinos de Tierra del Fuego também pode estar relacionado com a data da morte de São Gerônimo, que faleceu em 30 de setembro de 420 na Terra Santa do Oriente onde nasceu o Salvador, muito avançado em idade e virtudes. conta-se que no mesmo dia de sua morte, ele teria aparecido a Santo Agostinho, para desvendar lhe o estado das almas bem-aventuradas no Céu.

Para conhecimento, São Gerônimo participou do sínodo convocado pelo Papa São Dâmaso para a cidade e capital italiana de Roma por volta de 374, tendo atuado como secretário durante o encontro, em substituição a SANTO AMBRÓSIO, QUE então havia adoecido.
Terminado o sínodo, São Dâmaso conservou Jerônimo como seu secretário, dando lhe ordem de rever o texto latino da Sagrada Escritura, comparando o com o original em hebreu. Esta tarefa resultou na tradução conhecida como "Vulgata" [do latim "vulgare", que significa uso comum]. Ele foi encarregado também pelo Santo Pontífice para responder a todas as questões que se referissem à religião; esclarecer as dificuldades das Igrejas particulares [dioceses]; elucidar as dificuldades das assembleias sinodais; e prescrever àqueles que voltavam das heresias sobre o que eles deveriam crer ou não, estabelecendo para isso, regras e fórmulas. em relação a tradução que São Jerônimo empreendeu da Bíblia, afirma o Papa Clemente VIII, que "ele foi assistido e inspirado pelo Espírito Santo". Essa tradução substituiu todas as outras que haviam até então, tornando se a tradução oficial da Bíblia Sagrada para a Igreja Católica Apostólica Romana.
Nos últimos tempos de sua vida, São Jerônimo estava tão enfermo que tinha que ditar suas obras, valendo-se claro da assistência de secretários(as). mesmo assim, produzia muito em pouquíssimo tempo. Em 3 dias, traduziu ele os "Livros de Salomão", e num só verteu para o latim o "Livro de Tobias" que estava em caldaico. Em 15 dias ditou os comentários sobre São Mateus. Ao mesmo tempo escrevia apologias do Cristianismo contra os erros dos hereges do seu tempo, além de refutações meticulosas de suas doutrinas.

Fontes consultadas:

  1. www.reporteaustral.com.ar/…
  2. www.catolicismo.com.br/…
  3. www.catolicismo.com.br/…
  4. megaphoneadv.blogspot.com.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/1284

RSS/XML