Dia Nacional de Conscientização do Zumbido (11 de novembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta para esse artigo: http://datascomemorativas.org/AYuJ

O Dia Nacional de Conscientização do Zumbido em 11 de novembro de cada ano, é uma comemoração no Brasil, que tem sido promovida desde 2006 pelo GAPZ [Grupo de Apoio a Pessoas com Zumbido], dentro do "“Novembro Laranja", para ser festejado logo após o "Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez" de brasileiros em 10 de novembro.

Essa data comemorativa de brasileiros tem o apoio da APIDIZ (Associação de Pesquisa Interdiciplinar e Divulgação do Zumbido) e do Instituto Ganz Sanchez, o 1º centro latino americano totalmente especializado em zumbidos, para orientar sobre um sintoma que afeta cerca de 28 milhões de brasileiros e conscientizar a população sobre a realidade preocupante do aumento de problemas do ouvido em todas as idades, além de motivar mais profissionais da saúde a abraçarem estas causas.

Para conhecimento, o zumbido pode ser definido como uma ilusão auditiva, ou seja, uma sensação sonora não relacionada com uma fonte externa de estimulação. A palavra tinnitus deriva do latim tinnire, significando tocar, zumbir (to ring). Esse zumbido ou barulho pode ser referido como um chiado, apito, barulho de chuveiro, de cachoeira, de concha, de cigarra, do escape da panela de pressão, de campainha, do esvoaçar de um inseto, de pulsação do coração, etc... Pode ser de forma contínua ou intermitente, mono ou politonal.

O zumbido acomete milhões de indivíduos por todo o mundo. Até 40% dos americanos apresentam zumbido em algum momento de suas vidas. Destes, 15 a 17% ou 36 a 40 milhões de indivíduos) queixam-se de zumbido constante. A maioria relata o zumbido apenas como um incômodo, outros dizem que certas funções como o sono e a concentração estão prejudicados. Em sua forma severa, que corresponde a cerca de 20% dos casos o zumbido causa sofrimento. É a queixa principal e frequentemente dramática na consulta médica. Em geral são pessoas acometidas também por outros transtornos, principalmente os de natureza psiquiátrica. O grau de desconforto, intolerância ou incapacidade quase sempre não está relacionados com o grau de intensidade do zumbido. Os transtornos de humor (depressão, distimia) e ansiedade, frequentemente presentes, exercem fortes influências no agravamento do sintoma zumbido. Em sua forma severa, o zumbido é considerado o 3º pior problema que pode acometer o ser humano, atrás apenas da dor e tontura intensas e intratáveis, segundo pesquisa realizada pela Agência de Saúde Pública da América ou "Public Health Agency of America" em 1984/85 nos Estados Unidos da América. Todas as demais doenças, como câncer, paralisias, cegueira e surdez aparecem posteriormente na lista. Assim, o zumbido torna-se muitas vezes problema debilitante, impedindo a vida normal e, em alguns casos, podendo até precipitar o suicídio.

Várias hipóteses têm sido descritas propondo origem neurossensorial para o zumbido, sem que nenhuma tenha sido comprovada até o momento. Há consenso que o zumbido é atividade neural aberrante dentro das vias auditivas e que esta atividade é erroneamente interpretada como som nos centros auditivos. Entretanto, vários são os mecanismos que tentam explicar a origem do zumbido.
Na maioria dos casos, o zumbido é uma percepção auditiva "fantasma", percebida exclusivamente pelo paciente, fazendo com que característica subjetiva limitem as condições de investigação de sua fisiopatologia. Outro fatores limitantes para um eventual diagnóstico são:

  • necessidade de investigação de várias possibilidades etiológicas, uma vez que o zumbido é sintoma e não doença;
  • incapacidade de mensurá-lo objetivamente;
  • dificuldade de obtenção de modelo experimental fidedigno; e
  • flutuações que podem ocorrer com estados emocionais diversos.

Talvez desanimados por tais dificuldades, alguns otorrinolaringologistas não dão a devida importância ao paciente, dizendo-lhe frases como "nada pode ser feito" ou "você vai ter que aprender a conviver com isso", sem imaginar as prováveis consequências negativas dessa sua decisão. E também, a insuficiência de descrições sobre o assunto, mesmo em livros-texto da especialidade, faz com que o profissional, muitas vezes, sinta-se despreparado para a tarefa de lidar com pacientes acometidos por zumbido.

Fontes consultadas em 10 de novembro de 2016 às 13:54:14:

  1. www.audioclean.com.br/…
  2. tanitganzsanchez.blogspot.com.br/…
  3. www.institutoganzsanchez.com.br/…
  4. forl.org.br/…
  5. www.abcdasaude.com.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Antonio Cezar é cego, dedica ± 4 hhoras/dia na maior coleção [RankBrasil] em Datas Comemorativas e seus porquês, e conta com você. Clique e colabore!

Ocultar

Foto do Locutor Antonio Cezar

Você pode entrar em contato para saber como ajudar ou doar qualquer quantia, na Caixa Econômica Federal ou numa lotérica perto de você, para Antonio Cezar, agência 2992, operação 13, conta poupança 8655-1. Por exemplo, moedas do troco no pagamento de suas contas serão sempre bem-vindas.

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/AYuJ

RSS/XML