Dia Mundial da Poesia ou "World Poetry Day" (21 de março)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3990

Próxima Celebração "Dia Mundial da Poesia" ou "World Poetry Day": Quarta-Feira, 21 de Março de 2018, : daqui 268 dias, 21:34:05-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia Mundial da Poesia ou "World Poetry Day" em 21 de março de cada ano, é uma comemoração internacional, que foi instituída por uma Resolução de 15 de novembro de 1999 da 3ª Conferência Geral da UNESCO [Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura ou "United Nations Educational, Scientific and Cultural Organisation"].

A resolução supramencionada fez um convite, para que os Estados membros da UNESCO participem ativamente em nível local e nacional na celebração deste Dia festivo, contando com a participação ativa das autoridades nacionais Comissões, Organizações não-Governamentais e instituições públicas e privadas envolvidas (escolas, Municípios, comunidades poéticas, museus, associações, Casas culturais, autoridades locais e assim por diante, objetivando promover a leitura, a escrita, a publicação e o ensino da poesia em todo o mundo, a partir da sugestão do poeta marroquino, Mohammed Bennis.

Para conhecimento, a poesia ou texto lírico é uma das 7 artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos ou críticos, ou seja, ela retrata algo em que tudo pode acontecer, dependendo tanto da imaginação do autor quanto da imaginação do leitor. Poesia, segundo o modo de falar comum, quer dizer duas coisas: A arte, que a ensina, e a obra feita com a arte; a arte é a poesia, a obra poema, o poeta o artífice. O sentido da mensagem poética também pode ser, ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético. A poesia compreende aspectos metafísicos e a possibilidade desses elementos transcenderem ao mundo fático. Esse é o terreno que compete verdadeiramente ao poeta. Num contexto mais alargado, a poesia aparece também identificada com a própria arte, o que tem razão de ser, já que qualquer arte é, também, uma forma de linguagem, (ainda que, não necessariamente, verbal). É a arte de poetizar que nos permite exprimir aquilo que está dentro de nós. Também pode ser encarado, como o modo de uma pessoa se expressar usando recursos linguísticos e estéticos.

A poesia como uma forma de arte pode ser anterior à escrita. Muitas obras antigas, desde os vedasindianos (1700a 1200 a.C.) e os Gathas de Zoroastro (1200 a 900 aC), até a Odisseia (800 a 675 a.C.), parecem ter sido compostas em forma poética para ajudar a memorização e a transmissão oral nas sociedades pré-históricas e antigas. A poesia aparece entre os primeiros registros da maioria das culturas letradas, com fragmentos poéticos encontrados em antigos monólitos, pedras rúnicas e estelas. O poema épico mais antigo sobrevivente é a Epopeia de Gilgamesh, originado no 3º milênio a.C. na Suméria (na Mesopotâmia, atual Iraque), que ficou registrado numa escrita cuneiforme em tabletes de argila e, posteriormente, papiro. Outras antigas poesias épicas incluem os épicos gregos Ilíada e Odisseia, os livros iranianos antigos Gathas Avesta e Yasna, o épico nacional romanoEneida, de Virgílio, e os épicos indianosRamayana e Mahabharata.

Os esforços dos pensadores antigos em determinar o que faz a poesia uma forma distinta, e o que distingue a poesia boa da má, resultou na "poética", o estudo da estética da poesia. Algumas sociedades antigas, como a chinesa, por exemplo, através do Shi Jing (Clássico da Poesia), um dos 5 Clássicos do confucionismo, desenvolveu cânones de obras poéticas que tinham ritual bem como importância estética. Mais recentemente, estudiosos têm se esforçado para encontrar uma definição que possa abranger diferenças formais tão grandes como aquelas entre The Canterbury Tales de Geoffrey Chaucer e Oku no Hosomichi de Matsuo Basho, bem como as diferenças no contexto que abrangem a poesia religiosaTanakh, poesia romântica e rap.

O contexto pode ser essencial para a poética e para o desenvolvimento do gênero e da forma poética. Poesias que registram os eventos históricos em termos épicos, como Gilgamesh ou o Shahnameh, de Ferdusi, por exemplo, serão necessariamente longas e narrativas, a poesia usada para propósitos litúrgicos (hinos, salmos, suras e hadiths), é suscetível de ter um tom de inspiração, enquanto que elegia e tragédia são destinadas a invocar respostas emocionais profundas. Outros contextos incluem cantos gregorianos, o discurso formal ou diplomático, retórica e invetiva políticas, cantigas de roda alegres e versos fantásticos, e até mesmo textos médicos.

Fontes consultadas:

  1. portal.unesco.org/…
  2. www.facebook.com/…
  3. en.wikipedia.org/…
  4. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3990

RSS/XML