Dia Estadual do Movimento pela Vida e Paz (10 de janeiro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3554

Próxima Celebração "Dia Estadual do Movimento pela Vida e Paz": Quarta-Feira, 10 de Janeiro de 2018, : daqui 139 dias, 20:37:39-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia Estadual do Movimento pela Vida e Paz em 10 de janeiro de cada ano, é uma comemoração no Estado brasileiro do Pará, que foi criada pela Lei Nº 7.627 de 2 de maio de 2012, e que conta com o apoio do Instituto Movida [Movimento pela Vida e Paz], uma organização sem fins lucrativos, que dá apoio e orientação a vítimas e familiares de vítimas de qualquer tipo de violência, e que, atualmente, é reconhecido nacionalmente e atua em questões relacionadas à justiça e direitos humanos, como por exemplo, a revisão do Código Penal e a instalação da "Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência", no Congresso Nacional brasileiro e em legislativos de vários estados do Brasil, além de participar, promover e apoiar palestras, passeatas, carreatas, e outros eventos contra a violência, reunindo-se todos os domingos, ao ar livre, das 9 às 14 horas, na Praça da República da cidade brasileira de Belém do Pará-PA.

Essa data comemorativa de paraenses tem por fim, marcar a data do aniversário da morte do promotor cultural brasileiro de eventos, Carlos Gustavo de Oliveira Maia Russo, então com 27 anos de idade, que, segundo dados do Processo Judicial sobre o caso, faleceu de "hipertensão craniana, devido a hemorragia intra-craniana e traumatismo crânio-encefálico, causado por ferida perfuro-contusa na região craniana por projétil de arma de fogo", no interior do seu veículo, um VW Gol, assaltado por um meliante em fuga policial, e sem condições de esboçar a mínima reação de defesa, no dia 10 de janeiro de 2005, por volta das 4 horas da tarde, depois de o seu veículo haver colidido com um Ford Rager, às proximidades da Tavesssa Mauriti, enquanto trafegava em alta velocidade na contramão pela Avenida Primeiro de Dezembro, na condição de refém do falso policial militar fardado e então, portador de arma de fogo, Lucivaldo Cunha Ferreira, então com 37 anos, que sofria uma perseguição policial, empreendida pelos policiais militares brasileiros do Estado do Pará, Edgar Fonseca de Souza, Jeison Nazareno Cavalcante Moura, Jorge Luiz Cardoso Aquere, José Augusto da Purificação Ferreira, Marcelo Ferreira Zeferino, Nickson da Silva Barreto, Paulo Reginaldo Corrêa Batista e Sílvio Roberto Monteiro de Miranda, quando foram deflagrados 50 tiros das pistolas e escopetas de agentes da Polícia Militar do Estado do Pará, pelo menos 22 tiros em seu veículo, 7 em seu corpo, e 7 no corpo do falso policial militar, então já rendido e de mãos para cima, também morto no local por laceração crânio-encefálica, causado por ferida perfuro-contusa na região craniana, muito embora laudos técnicos posteriores apontassem que não tenham ocorrido disparos contra os policiais militares paraenses durante a perseguição, e que os mesmos estariam cientes da presença de um refém no carro perseguido.
Segundo consta, muito embora todos os policiais militares estivessem no local do crime, não foi lavrado o flagrante, e somente no dia 10 de maio de 2005, é que foi decretada a prisão preventiva dos acusados.

Todos os anos, por ocasião dessa data celebrativa, Gustavo e outras vítimas de violência são homenageados com flores deixadas por seus familiares e amigos, no local do massacre, após uma caminhada promovida pelo "Movimento pela Vida e Paz", que sai da Praça do Operário em São Brás, pela Alameda Barroso, rumo ao cruzamento da Avenida João Paulo II com a Travessa Mauriti, no bairro do Marco.

Fontes consultadas:

  1. bancodeleis.alepa.pa.gov.br/…
  2. noticias.orm.com.br/…
  3. www.diarioonline.com.br/…
  4. www.gabrielasoudapaz.org/…
  5. orkut.google.com/…
  6. tj-pa.jusbrasil.com.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3554

RSS/XML