Dia Estadual da Cultura de Bois (28 de fevereiro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3863

Próxima Celebração "Dia Estadual da Cultura de Bois": Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2018, : daqui 248 dias, 07:58:28-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia Estadual da Cultura de Bois em 28 de fevereiro de cada ano, ´é uma comemoração no Estado brasileiro do Pernambuco, que foi criada pela Lei Nº 14.177 de 27 de setembro de 2010, e que conta com o apoio da Federação Cultural dos Bois e Similares do Estado de Pernambuco.

Essa data comemorativa do Estado do Pernambuco tem por fim, marcar a data tida como a do início oficial dos folguedos populares no Estado pernambucano, que historicamente teria ocorrido em 28 de fevereiro de 1644 na atual cidade brasileira de Recife-PE, durante a inauguração da Ponte do Recife [hoje conhecida como Ponte Maurício de Nassau], quando o Conde holandês Maurício de Nassau, então na eminência de partir do lugar e desejoso de reunir grande público para o evento, havia espalhado a notícia de que faria "UM BOI VOAR" sobre a ponte, com o fim de mobilizar a população pernambucana, o que realmente aconteceu graças a um couro de boi moldado em forma de balão inflável, depois amarrado em cordas finas acopladas a roldanas, que eram controladas por marinheiros, e que faziam o tal boi dar cambalhotas no ar, maravilhando o grande público presente, que terminou por aplaudir de boca aberta tamanha peripécia, fazendo da festa de inauguração da ponte [com boi voador e tudo], um estrondoso sucesso, tanto para a história dos holandeses em Pernambuco, quanto para os cofres da Coroa holandesa, que arrecadou nesse episódio cerca de 20.800 florins

Para conhecimento, segundo o Projeto de Lei Nº 1.522 de 24 de março de 2010 da Assembleia Legislativa do Pernambuco, no "1º Encontro Sul Americano das Culturas Populares", realizado na cidade e capital brasileira de Brasília-DF, verificou-se a existência da Cultura do Boi em países vizinhos como a Bolívia, o Peru, o Equador e a Venezuela, e a Federação Cultural dos Bois e Similares do Estado de Pernambuco atualmente congrega mais de 200 associações (agremiações) em todo o Estado pernambucano, e é tida como a única entidade do gênero existente no mundo, tratando inclusive de difundir e levar a cultura de bois através de turnês em outros estados e países, como Alemanha, França e Holanda. A Cultura de Bois também é de alguma forma festejada nos Estados brasileiros do Amazonas, Pará, Maranhão, Santa Catarina, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Piauí e Bahia, sendo, portanto de suma importância sua divulgação cultural para o turismo local e internacional. Note-se que o teatrólogo e escritor brasileiro do Pernambuco, Hermilio Borba Filho, na sua publicação "APRESENTAÇÃO DO BUMBA-MEU-BOI", atraído pela arte popular, no que ela tem de mais puro, saiu em campo e nos apresentou uma minuciosa pesquisa sobre o folclore do Bumba-Meu-Boi, com dados colhidos nos próprios locais das encenações, relatando com sabor e simplicidade o folclore brasileiro do boi, como defensor das raízes culturais do nordeste.

O Bumba-Meu-Boi associa-se às representações populares desde a Idade Média, que eram representadas por ocasião da Festa da Igreja, mas é fato que festas de bois sempre existiram em vários outros países. O historiador, antropólogo, advogado e jornalista brasileiro, Luiz da Câmara Cascudo, por exemplo, cita algumas dessas festas populares de boi em seu "Dicionário do Folclore Brasileiro", quer de origem religiosa, quer de origem pastoril, desde o boi Ápis, a vaca Ísis, o touro Mnéris, o boi Geroa, o boi de São Marcos ao touro Guaque ou Huaco. É um nunca acabar de ligações, reminiscências, influências e afinidades. Dentro do sentido do nosso espetáculo, vale ressaltar-se os ecos longínquos da "commedia dellarte". Noutro sentido, o religioso, o espetáculo liga-se ao culto do boi, que vem desde o Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. Auto ou drama pastoril ligado à forma de teatro hierárquico das festas de Natal e Reis, o Bumba-Meu-Boi é o mais puro dos espetáculos populares nordestinos, pois embora nele se notem algumas influências europeias na sua estrutura, seus assuntos, seus tipos e a música são essencialmente brasileiros.

Fontes consultadas:

  1. legis.alepe.pe.gov.br/…
  2. www.alepe.pe.gov.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3863

RSS/XML