Dia em Homenagem aos Mercados Públicos (17 de dezembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3504

Próxima Celebração "Dia em Homenagem aos Mercados Públicos": Domingo, 17 de Dezembro de 2017, : daqui 82 dias, 00:14:09-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 1 minuto.

O Dia em Homenagem aos Mercados Públicos em 17 de dezembro de cada ano, é uma comemoração no Estado brasileiro do Pernambuco, que foi estatuída pela Lei Nº 14.342 de 7 de junho de 2011.

Essa data comemorativa de pernambucanos tem por fim, marcar a data do tombamento do Mercado público de São José da cidade brasileira de Recife-PE pelo IPHAN [Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional] do Brasil, ocorrido em 17 de dezembro de 1973, para um dos monumentos pernambucanos, que possui arquitetura de inspiração francesa em ferro, típica do século XIX, e que é considerado como o 1º mercado público construído no Brasil, comercializando artesanato de barro, corda e palha nos seus 545 boxes, além de ser tradicional ponto de comércio de pescado.

De acordo com o Projeto de Lei Nº 201 de 28 de abril de 2011 da Assembleia Legislativa do Pernambuco, essa data comemorativa de pernambucanos também tem por fim conscientizar, sensibilizar e estimular o povo pernambucano para o valor social, cultural e turístico dos mais de 150 Mercados Públicos do Pernambuco, revelando o seu esquecido papel na formação de uma identidade cultural no Estado.

Entre esses mais de 150 Mercados Públicos do Pernambuco, além do Mercado público de São José, só na cidade brasileira de Recife-PE, se pode exemplificar o Mercado da Boa Vista, que foi construído no início do século XX, em meio a um conjunto arquitetônico composto por casarios e nas proximidades das igrejas Santa Cruz e São Gonçalo.
Já o Mercado da Encruzilhada funciona desde 1950, e possui artigos que vão de gêneros alimentícios ao artesanato em palha.

O Mercado de Casa Amarela foi inaugurado em 1930, e lá são oferecidos produtos regionais, como queijo de coalho e charque, vindos diretamente do Sertão do Estado.

O Mercado de Água Fria, inaugurado em 1954, destaca-se pela comercialização de artigos de umbanda e candomblé, cerâmica e miudezas em geral, além do café da manhã e almoço regional (macaxeira, inhame, cuscuz e charque), características que compartilha com o Mercado de Santo Amaro.

O Mercado da Madalena iniciou suas atividades em 1925, e era inicialmente conhecido como Mercado Bacurau, por funcionar à noite, característica que mantém até hoje, sendo referência na vida boêmia da cidade.

Fontes consultadas:

  1. legis.alepe.pe.gov.br/…
  2. www.unicap.br/…
  3. www.alepe.pe.gov.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3504

RSS/XML