Dia do Voluntário (15 de março)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3968

Próxima Celebração "Dia do Voluntário": Quinta-Feira, 15 de Março de 2018, : daqui 263 dias, 07:57:14-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia do Voluntário em 15 de março de cada ano, é uma comemoração no Estado brasileiro do Rio de Janeiro, que foi estatuída pela Lei Nº 3.428 de 26 de junho de 2000, e que foi ratificada pela Lei Nº 5.645 de 6 de janeiro de 2010.

Em que pese meus muitos esforços e inúmeras diligências, ainda não me foi possível obter maiores explicações e porquês para a criação dessa data comemorativa do Estado dos cariocas em 15 de março, que a instituição de um dia especial para saudação àqueles que durante todo o ano, prestam serviços voluntários, ajudando no desenvolvimento de atividades voltadas para o ser humano, num exemplo nobre de solidariedade e fraternidade cristã, mesmo depois da leitura da íntegra com a respectiva justificação do Projeto de Lei Nº 1403 de 29 de março de 2000da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Para conhecimento, o voluntariado é o conjunto de ações de interesse social e comunitário, em que toda a atividade desempenhada reverte a favor do serviço, e do trabalho. É feito sem recebimento de qualquer remuneração ou lucro. É uma ação de prestígio social, visto que o voluntário ajuda quem precisa, contribuindo para um mundo mais justo e mais solidário. Quando se faz referência ao voluntário contemporâneo, engajado, participante e consciente, se diferencia também o seu grau de comprometimento: ações mais permanentes, que implicam em maiores compromissos, requerem um determinado tipo de voluntário, e podem levá-lo inclusive a uma "profissionalização voluntária"; existem também ações pontuais, esporádicas, que mobilizam outro perfil de indivíduos. O trabalho voluntário tem se tornado um importante fator de crescimento das organizações não-governamentais, componentes do Terceiro Setor. Altruísmo e solidariedade são valores morais socialmente constituídos, vistos como virtude do indivíduo.

O voluntariado tem as pessoas no centro do desenvolvimento, além de proporcionar que uma pessoa veja como dela também, um problema que geralmente ela veria como distante. Atualmente, existem no mundo todo, diversas organizações que se utilizam do trabalho voluntário de milhares de pessoas. Bons exemplos de organizações internacionais são: a Cruz Vermelha, TETO ou "TECHO", "Lions Clubs International", Rotary International, Médicos Sem Fronteiras, AFS Intercultural Programs, Engenheiros Sem Fronteiras e o Serviço Voluntário Internacional do Brasil, que tem ramificações em vários países.

O trabalho voluntariado é regulamentado no Brasil pela Lei Nº 9.608 de 18 de fevereiro de 1998, que dispôs sobre o serviço voluntário e deu outras providências: É considerado serviço voluntário "a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive mutualidade". O trabalho voluntário, ao contrário do que pode parecer, é exercido de forma séria e necessita de especialização e profissionalismo, já que são realizados em locais como hospitais, clínicas e/ou escolas, por exemplo, e precisam do auxílio de profissionais formados em diversas áreas, mas também de pessoas que possuam vontade de participar deste tipo de atividade.

Existem diversas formas de atuação para um trabalho voluntário, que variam de presenciais ou a distância, através de ações individuais, (médicos, advogados, dentistas); participação de campanhas, (doação de sangue, arrecadação de livros, reciclagem); criação de grupos para apoio ou suporte, (associação de moradores, grupo de trabalhos com objetivos, como o saneamento e saúde, por exemplo); trabalho em Organização social com oportunidades em quase todas as áreas de atuação; participação em projetos públicos com o objetivo de melhoria na cidade, (mutirões de limpeza das ruas); Atuação em conselhos, como os de Pais e mestres de escolas, ou escola da Família, e projetos semelhantes dentro de escolas públicas ou privadas.

Há também o voluntariado educativo, que tem como visão principal, transmitir valores como cidadania e solidariedade, através da prática social, não se tratando de caridade, mas da busca por soluções de problemas de toda e qualquer ordem como: social, educação, transporte, habitação, cultura, lazer, ambiental entre outros. Segundo a LDB [Lei de Diretrizes e Bases da Educação] no Brasil ou Lei Nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996: "[...] Art. 1º A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais [...]" Sendo assim o voluntariado educativo coopera para uma experiência formativa na vida do cidadão e/ou aluno integrando saberes escolares e desenvolvendo práticas sociais.

Fontes consultadas:

  1. alerjln1.alerj.rj.gov.br/…
  2. alerjln1.alerj.rj.gov.br/…
  3. www.planalto.gov.br/…
  4. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3968

RSS/XML