Dia do Serviço Penitenciário Federal ou "Día del Servicio Penitenciario Federal" (16 de julho)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/807

Próxima Celebração "Dia do Serviço Penitenciário Federal" ou "Día del Servicio Penitenciario Federal": Segunda-Feira, 16 de Julho de 2018, : daqui 328 dias, 20:36:33-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 4 minutos.

O Dia do Serviço Penitenciário Federal ou "Día del Servicio Penitenciario Federal" em 16 de julho de cada ano, é uma comemoração de argentinos, que foi Criada pela Lei Nº 17.236de 1967 [Lei Orgânica do Serviço Penitenciário Federal ou "Ley Orgánica del Servicio Penitenciario Federal"] e Decreto Nº 3.342 de 1968, e que foi ratificada pelo Decreto Nº 1.717 de 1985.

Esse dia festivo de argentinos está diretamente relacionado com a data e significado do Decreto Nº 16.535 de 16 de julho de 1949, pelo qual também havia sido criado o "Dia do Agente Penitenciário" ou "Día del Agente Penitenciario" na Argentina.
O Decreto supracitado também declarou Nossa Senhora do Carmo como padroeira dos cárceres e institutos penitenciários argentinos.

Em vários lugares, Nossa Senhora do Carmmo é tradicionalmente venerada como padroeira de presos e sistemas carcerários, por ela ser considerada como a "salvadora das almas condenadas", muito embora tal crença encontre-se atualmente meio que em desuso entre os fiéis do catolicismo.
A associação de Nossa Senhora do Carmo com a Salvação dos conenados se deu, para marcar a data da aparição de Nossa Senhora do Carmo ao Superior Geral da Ordem de Nossa Senhora do Carmo ou do Monte Carmelo, Simão Stock, que ocorreu em 16 de julho de 1251, conforme narrado pelo próprio Simão Stock.
segundo se conta, antes de ingressar na Ordem, Simão Stock era um eremita havia cerca de 20 anos, que habitava na solidão, tendo por residência o tronco oco de uma árvore no condado de Kent na Inglaterra, e que depois de aceito como noviço, durante o resto de sua vida, empregou toda a energia possível para propagar, na Ordem e no mundo inteiro, o culto mariano.
Sua devoção para com Maria Santíssima era tão intensa, que ele sempre renovava em fervorosas orações um pedido especial, para que a Rainha celestial lhe mostrasse um sinal visível de sua benevolência e maternal proteção.
Finalmente, depois de pedir muito e com uma grande fé, Nossa Senhora se dignou a aparecer-lhe.
Rodeada de espíritos celestes, veio trazer-lhe um escapulário, dizendo-lhe [conforme narração do próprio Simão Stock]:
"Meu dileto filho, eis o escapulário, que será o distintivo de minha Ordem. Aceita-o como um privilégio, que alcancei para ti e para todos os membros da Ordem do Carmo.
Aquele que morrer vestido deste escapulário, estará livre do fogo do inferno".

Essa visão de Simão Stock é Relatada com todas suas minúcias pelo confessor do privilegiado, padre Swainton, além de a biografia de Simão Stock, que contém a narração da maravilhosa visão, ter sido declarada autêntica e verídica por 2 decretos da Cúria Pontifícia, assinados pelos cardeais Belarmino e de Torres.

ainda diz-se que mais de cem escritores dos séculos 13, 14 e 15, dos quais alguns não pertenciam à Ordem Carmelitana, se referem à visão de Simão Stock como a um fato que não admite dúvidas. o Mesmo se dando com alguns estudiosos de universidades da cidade e capital francesa de Paris e de Salamanca na Espanha.

Após essa visão, Simão Stock passou a ser o grande divulgador da Irmandade do Escapulário, convidando todo o mundo católico a participar dos grandes privilégios prometidos aos usuários dessa Tira de pano usualmente pendente sobre o peito de frades e freiras.
Daí para frente, extraordinária foi a afluência a essa sagrada instituição.
Entre os devotos do escapulário de Nossa Senhora do Carmo, vêem-se Papas, Cardeais e Bispos.
Mais que isso, numerosos foram os príncipes que também pediram ser inscritos na irmandade, como por exemplo, Eduardo III da Inglaterra, os Imperadores Fernando I e Fernando II da Alemanha, além de reis da Espanha, Portugal e França, sem falar nas muitas rainhas e princesas de diversas nações.

No fim de contas, o Escapulário de Nossa Senhora do Carmo teve uma aceitação favorável e universal entre o povo católico. Sua aceitação junto aos católicos só pode ser comparada à penetração do culto ao Rosário.
Como este, também teve adversários; como o Rosário, o Escapulário de Nossa Senhora do Carmo também tem sido agredido com todas as armas da impiedade, malícia, escárnio e ódio.
Mas também como o Rosário, o Escapulário tem experimentado o efeito poderosíssimo da proteção da Mãe de Deus; só assim é que se pode explicar o fato de o escapulário do Carmo ter permanecido incólume ao longo de quase um século, gozando mais do que nunca, ainda em nossos dias, de alguma predileção entre o povo cristão.
Segundo se crê, Maria Santíssima promete a todos os que usam o hábito do Carmo, sua proteção especial, principalmente na hora da morte, que decide a história da humanidade.

Nessa linha, o pecador, por mais miserável que seja, pondo a confiança em Maria Santíssima e vestindo seu hábito no derradeiro instante de sua vida, com a intenção firme de sair do estado do pecado, pode seguramente contar com o auxílio de Nossa Senhora, pelo qual ele poderá alcançar a graça da conversão e da salvação.
Aliás, contam-se milhares as conversões de pecadores na hora da morte, atribuídas unicamente ao escapulário de Nossa Senhora do Carmo; mas o escapulário não é um amuleto que assegure, sob qualquer hipótese, a salvação de quem faça uso do mesmo.
Pois muitos também são os casos que mostram à evidência, que privilégio nenhum favorece àqueles que, de maneira alguma, se querem separar do pecado e levar uma vida digna e cristã. Quem não quer deixar de ofender a Deus, morrerá na impenitência.
Sendo assim, caso a Maria Santíssima não veja qualquer possibilidade de arrancar a alma do pecador aos vícios e paixões do mundo, ela faz com que na hora da morte do pecador, por uma casualidade qualquer, não se possa encontrar o hábito salvador; e não são poucos os casos desses inexplicáveis extravios de Escapulários do Carmo, na hora em que acredita-se mais se necessitar deles.

Fontes consultadas:

  1. emdefesadasantafe.blogspot.com.br/…
  2. www.spf.gov.ar/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/807

RSS/XML