Dia do Profissional da Dança (23 de novembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3229

Próxima Celebração "Dia do Profissional da Dança": Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017, : daqui 268 dias, 18:01:48-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia do Profissional da Dança em 23 de novembro de cada ano, é uma comemoração do Estado brasileiro de São Paulo, que foi criada pela Lei Nº 10.421 de 24 de novembro de 1999, e que, coincidentemente, é festejada em data próxima à "Semana da Dança de Salão" na última semana de novembro de cada ano no Estado brasileiro do Rio de Janeiro.

Apesar de muitos esforços e inúmeras pesquisas, ainda não me foi possível obter maiores explicações e porquês para a criação dessa data comemorativa de paulistas em 23 de novembro, mesmo depois da leitura da íntegra com a respectiva justificação do Projeto de Lei Nº 337 de 8 de maio de 1999 da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e de uma conversa com a bailarina clássica brasileira e então Presidenta do Sindicato dos Profissionais da Dança do Estado de São Paulo (antiga APPD [Associação Paulista de Profissionais da Dança]), Maria Pia Finócchio, que segundo a própria bailarina paulista, não estaria vinculada com qualquer evento ligado à categoria dos bailarinos de São Paulo.

Para conhecimento, dançarino, é um profissional que tem como possibilidades, contribuir como agente transformador da realidade, ser responsável pelo próprio corpo, e expressar-se e comunicar-se artisticamente, através da dança.
A dança se caracteriza pelo uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos por uma coreografia, ou improvisados numa dança livre. Na maior parte dos casos, a dança, com passos cadenciados, é acompanhada ao som e compasso de música, e envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela. O dançarino pode utilizar a dança como manifestação artística ou como forma de divertimento e/ou cerimônia. Como arte, a dança se expressa através dos signos de movimento, com ou sem ligação musical, para um determinado público.

Talento e dedicação são indispensáveis para quem quer dedicar-se à dança. O dançarino precisa realmente se entregar ao treinamento, descobrir quais são seus limites, e, acima de tudo, ultrapassá-los. Características desejáveis ao profissional da dança são; preparo físico; sensibilidade artística; senso estético; talento; e disposição.
Para ser um profissional da dança, há 2 caminhos a seguir: a universidade e as escolas de dança. A diferença entre as formações está na possibilidade de atuação. Além da técnica, a faculdade oferece também a base teórica, que dá ao aluno, condições para que ele possa seguir carreira como pesquisador, professor ou produtor, por exemplo. A duração do curso é de 4 anos. A dança figurativa e dança abstrata são especializações possíveis a um dançarino.
Para ser um dançarino no circuito profissional, é necessário o atestado de capacitação profissional para o ingresso. Somente o SINDDANÇA no Estado de São Paulo pode examinar candidatos e expedir o atestado. Caso a pessoa não tenha o registro no antio D.R.T [Delegacia Regional do Trabalho]. deve dirigir-se ao Sindicato para marcar um teste nas bancas examinadoras.

Um dançarino pode desenvolver atividades envolvendo bailado ou dança, coreografia e ensino. atuar como intérprete e coreógrafo em espetáculos, performances e eventos; desenvolver trabalhos de preparação corporal para atores e dançarinos no teatro e na TV; produzir e dirigir espetáculos teatrais; selecionar profissionais para atuação em espetáculos (curador); criar, desenvolver e coordenar ações e projetos de dança em instituições, fundações e organizações não- governamentais; ministrar aulas em escolas de ensino fundamental e médio, no ensino informal (estúdios, centros de cultura, empresas) e em escolas técnicas na (formação de dançarinos amadores ou profissionais); desenvolver pesquisas na criação artística e na educação.

O dançarino pode atuar no corpo de balé de companhias nacionais ou estrangeiras, academias de dança, emissoras de televisão, teatro, magistério. Porém, não é somente nos palcos que o dançarino pode brilhar. Ele também tem espaço nos bastidores, podendo realizar direção cênica, iluminação, produção e cuidar da parte de comunicação visual de um espetáculo, por exemplo.

Fontes consultadas:

  1. www.al.sp.gov.br/…
  2. www.brasilprofissoes.com.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3229

RSS/XML