Dia do início da Semana Estadual de Combate ao Câncer Infanto-juvenil (semana X 23 de novembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3101

Próxima Celebração "Dia do início da Semana Estadual de Combate ao Câncer Infanto-juvenil": Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017, : daqui 89 dias, 06:21:35-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 4 minutos.

A Semana Estadual de Combate ao Câncer Infanto-juvenil na semana em que esteja incluso o dia 23 de novembro de cada ano, é uma comemoração móvel do Estado brasileiro de Goiás, que foi criada pela Lei Nº 16.980 de 28 de abril de 2010, cuja data do início das celebrações pode ocorrer entre os dias 17 de novembro e 23 de novembro de cada ano no calendário gregoriano, em apoio ao "Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil" no Brasil, e que, equivocadamente, tem como base o "Dia Estadual de Combate ao Câncer Infantil" de pernambucanos e catarinenses, na verdade, o "Dia Estadual Criança com Neoplasia" do Estado brasileiro do Paraná, na última quarta-feira de novembro de cada ano.

De acordo com a Lei supracitada de Goiás, essa semana comemorativa de goianos tem por fim:

  • conscientizar a população goiana sobre o câncer infanto-juvenil, cuja incidência aumenta a cada ano em Goiás;
  • sensibilizar a todos da importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil; e
  • informar a população que a detecção precoce e o pronto início do tratamento têm importante papel na redução da morbi-mortalidade.

Apesar de meus esforços e de muitas pesquisas, ainda não me foi possível obter maiores explicações e porquês para a criação desse dia festivo de paranaenses, e agora também de todo o Brasil, incluindo claro, os tocantinenses, mesmo após a leitura da íntegra com a respectiva justificação do Projeto de Lei Nº 532 da assembleia Legislativa do Paraná, até porque, uma data mais apropriada a essa comemoração de paranaenses, por exemplo, bem poderia ter sido 21 de outubro, pois foi em 21 de outubro de 1983, que um grupo de médicos e de pais de filhos com câncer fundou a APACN [Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia], como a 1ª instituição no Brasil a apoiar crianças carentes com câncer e a 1ª a criar uma Casa de Apoio para crianças com câncer e acompanhantes no Brasil, proporcionando desde então, e principalmente após um convênio com o Hospital das Clínicas da UFPR [Universidade Federal do Paraná] em 1988, dando origem à criação do Ambulatório Menino Jesus de Praga, naquela que é tida como a 1ª parceria entre uma instituição sem fins lucrativos e de utilidade pública federal, estadual e municipal com uma universidade pública, o amparo necessário para famílias carentes de todo o Brasil, que buscam na cidade brasileira de Curitiba-PR, a cura de seus filhos.

Aliás, quando o assunto é "Casa de Apoio" para pacientes com câncer (perfil público infanto-juvenil) e seus acompanhantes, a APACN é considerada referência nacional em todo o país. A APACN atua em três frentes: Unidade Ambulatório Menino Jesus de Praga_ para atendimento de crianças e adolescentes de Curitiba e Região Metropolitana; Unidade Casa de Apoio, onde os pacientes ficam hospedados com seus acompanhantes, além do suprimento de todas as necessidades básicas gratuitamente e pelo tempo que for necessário, sendo que o tratamento de crianças com câncer dura em média de 6 meses a 2 anos, dependendo do diagnóstico (qual tipo de câncer) e do estadiamento (ou seja, doença inicial ou avançada); Unidade CEGEMPAC (Centro de Genética Molecular e Pesquisa de Câncer em Crianças) onde foram realizadas várias pesquisas que contribuíram e ainda contribuem para o desenvolvimento e melhoria na área de Oncologia Pediátrica.

Para conhecimento, o câncer ou neoplasia é uma doença caracterizada por tumores [benigno ou maligno], que são provocados por crescimento do número de células a partir da proliferação celular anormal, e exagerada [sem controle], na qual as células reduzem ou perdem a capacidade de se diferenciar, em consequência de mudanças nos genes que regulam o crescimento e a diferenciação celular.

A incidência de casos de câncer infantojuvenil é hoje uma das principais causas de morte na faixa etária de 0 a 19 anos no Brasil. Entretanto, a observação de alguns sintomas e a procura imediata de um especialista, pode contribuir para o diagnóstico precoce, aumentando as chances de cura em até 70%, pois, quanto mais tempo se leva para se iniciar o tratamento, mais o organismo fica vulnerável a complicações. Neoplasias com muito tempo de evolução apresentam complicações que podem ser irreversíveis.

Existem diferenças importantes entre o câncer da criança e o do adulto. Em muitas situações, o câncer do adulto pode ser prevenido. Por exemplo, quando se evita a exposição ao sol no horário de risco, evita-se o câncer de pele. Com o hábito de não fumar, se pode afastar o risco de desenvolver câncer de pulmão, de bexiga e outros. Já para a criança, não existe uma forma de evitar o câncer, mas apenas de se fazer o diagnóstico precoce.
Alguns sinais, como palidez, que ocorre nas leucemias é muito comum nas anemias por deficiência nutricional; aumento do volume das ínguas (gânglios), que também ocorre como resposta normal do organismo a infecções; dores ósseas de grande intensidade e de aumento crescente, diferenciando-se de dores frequentes associadas com o crescimento, que desaparecem rapidamente; dores ósseas de intensidade dor de ouvido, que não melhora com os tratamentos habituais; dores de cabeça pela manhã e vômito; febre prolongada, de causa não identificada; dor no abdome, tosse persistente, mancha branca na menina dos olhos, além de manchas roxas pelo corpo e sangramento nasal, podem ajudar a dar indicações de que algo não vai bem com a criança, e dar pistas sobre um eventual surgimento da doença. O aparecimento de qualquer um desses sintomas, deve ser levado em consideração e avaliado por um médico especialista, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento o mais breve possível.

Fontes consultadas:

  1. www.gabinetecivil.go.gov.br/…
  2. www.planalto.gov.br/…
  3. www.legislacao.pr.gov.br/…
  4. portal.alep.pr.gov.br/…
  5. www.senado.leg.br/…
  6. www.institutogrpcom.org.br/…
  7. www1.inca.gov.br/…
  8. pt.wikipedia.org/…
  9. www.bemparana.com.br/…
  10. www.hc.ufpr.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3101

RSS/XML