Dia do início da Semana Estadual da Saúde Bucal (semana X 25 de outubro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3186

Próxima Celebração "Dia do início da Semana Estadual da Saúde Bucal": Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017, : daqui 28 dias, 03:58:50-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

A Semana Estadual da Saúde Bucal na semana em que esteja incluso o dia 25 de outubro, é uma comemoração móvel do Estado brasileiro de Roraima, que foi instituída pela Lei Nº 657 de 11 de abril de 2008, e que conta atualmente também com o "Dia da Saúde Dentária" e com o "Dia Nacional da Saúde Bucal" no Brasil, além de contar ainda com celebrações oficialmente associadas em várias cidades e Estados brasileiros.

Conforme a Lei supracitada do Estado de Roraima, essa semana comemorativa deve ser celebrada e amplamente divulgada pelo Poder Público Estadual roraimense, que deverá estabelecer e organizar o calendário das atividades a serem desenvolvidas durante o período comemorativo, dando destaque ao "Dia do Cirurgião-Dentista", além de ter por obrigação, convidar o Conselho Regional de Odontologia e entidades afins, através de suas representações locais, para participarem da organização dessa semana festiva, com o fim de contribuir para a prevenção da cárie e outras doenças da boca, através de procedimentos informativos, educativos e organizativos.

A data comemorativa nacional de brasileiros e de várias cidades e Estados do Brasil tem por fim, marcar a data da assinatura do Decreto Imperial Nº 9311 de 25 de outubro de 1884, que então criou os primeiros cursos de graduação de Odontologia no Brasil, inicialmente autorizados a funcionar nas cidades brasileiras do Rio de Janeiro-RJ e Salvador-BA.

A histórica vitória para a odontologia no Brasil contou com a importante colaboração do então diretor da Faculdade de Medicina do Rio e médico brasileiro oriundo do Estado do Ceará, Vicente Cândido Figueira de Sabóia [futuro Visconde de Sabóia], que, tendo assumido a direção da Faculdade de Medicina em 23 de fevereiro de 1880, atualizou o ensino, material e cientificamente; criou o laboratório de cirurgia dentária, encomendando equipamentos dos Estados Unidos da América; e montou o laboratório de prótese dentária, através de crédito especial obtido pela Lei Nº. 3141 de 30 de outubro de 1882.

Outra pessoa imprescindível para os primórdios da odontologia moderna no Brasil, foi o cirurgião-dentista brasileiro, Thomas Gomes dos Santos Filho, a quem a Odontologia nacional muito deve, principalmente por ele ter introduzido a fórmula de vulcanite nos tratamentos dentários brasileiros, para ser utilizada como base de dentaduras sob os nomes de Ebonite ou Vulcanite, em uso associado com os dentes de porcelana, cuidando em seguida produzi-la, suprindo então a falta de material e combatendo os preços abusivos, praticados à época no país. Tamanha foi a importância disso, que, apesar de apresentar estética pobre, gosto ruim e odor desagradável, o Vulcanite permaneceu como o principal material usado para a confecção de bases de dentaduras durante aproximadamente 75 anos.

Devido ao empenho destas duas figuras, houve um novo texto nos Estatutos das Faculdades de Medicina do Império brasileiro, que entrou para a história como a "Reforma Sabóia" foi apresentado dia 25 de outubro de 1884, através do Decreto Nº. 9311. A partir daí, foi dado grande impulso ao desenvolvimento da Odontologia brasileira moderna, com o aprimoramento do ensino e da tecnologia.
Nesse Decreto Imperial, constava pela 1ª vez, que a Odontologia formaria um curso anexo. Portanto, as Faculdades de Medicina do Império do Rio de Janeiro e de Salvador ficaram compostas de um curso de Ciências Médicas e Cirúrgicas e de 3 cursos anexos: o de Farmácia, o de Obstetrícia e Ginecologia e o de Odontologia. Os 3 primeiros mestres no Rio de Janeiro foram Thomas Gomes dos Santos Filho, Aristides Benício de Sá e Antônio Gonçalves Pereira da Silva, que prestaram também, relevantes serviços à Odontologia no Brasil.

Conforme a "Reforma Sabóia", constava no Estatuto que os Cursos de Odontologia teriam 3 séries, sendo assim constituídas:

  • 1ª série: Física, Química Mineral, Anatomia Descritiva e Topografia da Cabeça;
  • 2ª série: Histologia Dentária, Fisiologia Dentária, Patologia Dentária e Higiene da Boca;
  • 3ª série: Terapêutica Dentária, Cirurgia e Prótese Dentárias. Em 1919, a Reforma Educacional deu origem à Deontologia Odontológica, onde se estudam os princípios, fundamentos e a ética profissional, sendo criada também a Cadeira de Medicina legal aplicada à Arte dentária.

Em 1889, formou-se pela Faculdade de Odontologia do Rio de Janeiro, a paulista de Cananéia, Isabela Von Sidow, que então converteu-se na 1ª mulher dentista formada no Brasil.

Fontes consultadas:

  1. www.al.rr.leg.br/…
  2. www2.camara.gov.br/…
  3. www.planalto.gov.br/…
  4. www2.camara.leg.br/…
  5. www.sobreimplantes.com/…
  6. www.ambitojuridico.com.br/…
  7. www.abo.org.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3186

RSS/XML