Dia do Contador (21 de setembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/1531

Próxima Celebração "Dia do Contador": Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018, : daqui 361 dias, 00:12:47-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia do Contador em 21 de setembro de cada ano, é uma comemoração extraoficial que aparece em vários calendários brasileiros, em louvor a São Mateus, que é tido na conta de padroeiro dos contadores.

São Mateus é fetejado em 21 de setembro no ocidente e 16 de novembro no oriente.

Entre os primeiros seguidores e apóstolos de Jesus Cristo, Mateus é mencionado em Mateus 9:9 e Mateus 10:3 como tendo sido um coletor de impostos de Cafarnaum, que foi convidado por Jesus para fazer parte do círculo dos Doze Apóstolos, e por conta disso, também é tido na conta de padroeiro dos contadores. Ele também é mencionado como um dos doze apóstolos, embora sem a menção de sua profissão anterior, em Marcos 3:18, Lucas 6:15 e Atos dos Apóstolos 1:13. Ele é geralmente identificado como sendo o Levi, filho de Alfeu, também coletor de impostos e que é citado em Marcos 2:14 e Lucas 5:27.
Durante a ocupação romana, que se iniciou com a conquista de Pompeu em 63a.c., Mateus coletava impostos do povo hebreu para Herodes Antipas, o então tetrarca da Galileia. Sua coletoria estava localizada em Cafarnaum. Judeus que enriqueciam desta maneira, eram desprezados e considerados párias. Porém, como um coletor de impostos, ele deve ter sido alfabetizado em aramaico (ainda que provavelmente não em grego nem em latim).
Foi neste cenário, perto de onde hoje está Almagor, que Jesus convidou Mateus para ser um dos seus Doze Apóstolos. Após o chamado, Mateus convidou Jesus para um banquete em sua casa. Diante disto, os escribas e os fariseus criticaram Jesus por cear com coletores de impostos e pecadores. A provocação fez Jesus responder, "Não vim chamar os justos, mas os pecadores ao arrependimento." (Lucas 5:29).
É bastante complexo de se atestar o ministério de Mateus no Novo Testamento. Quando ele é mencionado, geralmente o é juntamente com Tomé.
Como discípulo, ele seguiu Cristo e foi uma das testemunhas da Ressurreição e da Ascensão. "Depois, Mateus, Maria, Tiago e outros seguidores próximos a Jesus se recolheram ao cenáculo em Jerusalém." Na mesma época, Tiago sucedeu a Jesus como líder da igreja de Jerusalém.
Eles permaneceram nas redondezas de Jerusalém e proclamaram que Jesus, filho presuntivo do carpinteiro José, era o Messias prometido nas profecias. Acredita-se que estes primeiros cristãos judeus eram chamados de nazarenos: pp. 597&722. É quase certo que Mateus era um deles, uma vez que tanto o Novo Testamento quanto o Talmud assim o atestam.
Por 15 anos, Mateus pregou o Evangelho em hebraico para a comunidade judaica na Judeia. Mais tarde, ele viajaria pelas nações gentias (presumivelmente seguindo o ordenamento de Jesus em Mateus 28:16-20) e espalhou os ensinamentos de Jesus entre os etíopes, macedonianos, persas e partos. Tanto a Igreja Católica quanto a Igreja Ortodoxa sustentam a crença tradicional de que ele tenha morrido mártir na Etiópia.

Fontes:

  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Mateus_(evangelista)

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/1531

RSS/XML