Dia do Agronegócio (25 de fevereiro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3759

Próxima Celebração "Dia do Agronegócio": Domingo, 25 de Fevereiro de 2018, : daqui 186 dias, 06:33:08-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 6 minutos.

O Dia do Agronegócio em 25 de fevereiro de cada ano, é uma comemoração no Estado brasileiro do Mato Grosso do Sul, que foi estabelecida pela Lei Nº 3.627 de 23 de dezembro de 2008, e que foi ratificada pela Lei Nº 3.945 de 4 de agosto de 2010.

Essa data comemorativa do Estado do Mato Grosso do Sul tem por fim, marcar a data do aniversário do nascimento do médico e pecuarista brasileiro, Hélio Martins Coelho, que veio ao mundo em 25 de fevereiro de 1926 na Fazenda Bela Vista, hoje município de Nova Alvorada do Sul-MS (ex- Rio Brilhante), filho de Laucídio Coelho e Lucia Martins Coelho, num parto realizado pela parteira brasileira, Tia Joaquina, e que foi um dos pioneiros do setor agropecuário no Mato Grosso do Sul, tendo falecido em 5 de novembro de 2008, aos 84 anos de idade e sido enterrado no cemitério Parque das Primaveras na cidade brasileira de Campo Grande-MS, com o que essa data comemorativa pretende homenagear todos os produtores rurais sul-mato-grossenses.

Além de pecuarista, ele foi médico e empresário com atuação em diversas áreas do agronegócio e reconhecido em todo o Brasil. Hélio herdou de seu pai a aptidão de utilizar tecnologia em suas atividades. Suas formações culturais, inclusive com residência nos Estados Unidos da América, o estimularam, a investir em oportunidades de experimentos em diversas áreas como a melhora de seus rebanhos. Como líder sindical e ruralista, atuou permanentemente pelas causas produtoras, sempre defendendo o direito à propriedade e as iniciativas no campo, em prol da economia sul-mato-grossense. Foi também diretor e fundador do MNP (Movimento Nacional de Produtores).

Para conhecimento, Hélio nasceu muito pequeno, e foi então colocado em incubadora ajeitada com tijolos esquentados no forno à lenha. Fez seu curso primário na própria Fazenda Bela Vista. Já o curso ginasial, cursou no Internato Dom Bosco em Campo Grande, e o curso pré-médico, no Colégio Pedro II da cidade brasileira do Rio de Janeiro-RJ, tendo se formado como médico em 1949 na própria cidade do Rio de Janeiro, pela Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil. Em 1950, Hélio mudou-se para Nova York nos Estados Unidos da América, onde enviou currículo para diversos hospitais, a procura de residência médica, a partir do que, logo em seguida, conseguiu internato para residência no Berkeley Memorial Hospital na cidade norte-americana de Berkeley-CA, seguida de residência em Cirurgia de 1951 a 1953, no Franklin Hospital da cidade estadunidense de San Francisco-CA, um Hospital afiliado a Universidade da Califórnia, na Equipe do Dr. Norman Freeman.

Em 1952, Casou-se com a enfermeira norte-americana, Cynthia Jane Folley, que era natural da localidade estadunidense de Larchmont-NY, e que então trabalhava também no Franklin Hospital. Desse casamento, nasceram 6 filhos: Roberto Folley Coelho [San Francisco-CA, 1953], Kenneth Martin Coelho [Chicago-IL, 1955], Eduardo Folley Coelho [Campo Grande-MS, 1956], Eleanor Cristina Coelho [São Paulo-SP, 1958], Anna Lúcia Coelho [São Paulo-SP, 1958] e Jacquelinne Folley Coelho [São Paulo-SP, 1963]. Fez ainda residência na Equipe do Dr. Julian Ormond, de 1953 a 1954, no St Luke’s Hospital na cidade norte-americana de Chicago-IL, afiliado a Universidade de Illinois, onde ele também logrou ser rellowship em medicina Cardiovascular e Pesquisador da Equipe do próprio Dr. Julian Ormond, de 1955 a 1956, no mesmo hospital. Em 1956, depois de voltar ao Brasil, fez uma passagem rápida na casa dos pais em Campo Grande, apenas para o nascimento do filho, Eduardo, e partiu logo em seguida para a cidade brasileira de São Paul-SP, onde ocupou as seguintes posições na Escola Paulista de Medicina e no Hospital São Paulo:
Professor Assistente no departamento de Clinica Cirúrgica, setor de Cirurgia Vascular;e Fellow em tempo integral "geográfico" no convênio Rockfeller Foundation pela Escola Paulista de Medicina, além de ter sido Consultor em Angiologia dos seguintes Departamentos: Cliníca Médica, Dermatologia e Ginecologia e Obstetrícia. Durante esse período, o Dr. Hélio apresentou e publicou ainda, numerosos trabalhos em revistas médicas e capítulos em livros didáticos, até que, em 1965, a família mudou-se de volta para Campo Grande-MS, e o Dr. Hélio passou a conciliar a medicina com a agropecuária e outras atividades.

Na capital sul-mato-grossense foi Diretor do Hotel Campo Grande, 1970 a 1975, No qual instalou um sistema de gestão profissional, trazendo um gerente e chef de cozinha de São Paulo. De 1970 a 1973, atuou como Professor Nomeado da Clinica Cirúrgica na UFMS [Universidade Federal do Mato Grosso do Sul] e Coordenador do curso de Medicina, tendo organizado e instalado o terceiro, quarto e quinto ano do currículo, e montado para o quarto e quinto anos, o ensino prático pelo sistema de rodízio: Aluno x Professor por períodos de 2 a 6 semanas, a semelhança do que ele vira na América, para estudantes do último ano, internos e residentes, ausentando-se por cerca de um ano, em 1974, para o Curso Superior de Guerra da ESG [Escola Superior de Guerra]/EMFA [Estado Maior das Forcas Armadas] no Rio de Janeiro-RJ, por indicação do Governador do estado na época, o que possibilitou que ele fosse Coordenador da ADESG [Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra] em Mato Grosso do Sul, de 1975 a 1979. Ainda em 1974, adquiriu a Financial Imobiliária, o que lhe permitiu, entre outras atividades, inaugurar o sistema de construção pelo preço de custo, tendo incorporado e conduzido a construção de 9 prédios de alto gabarito em Campo Grande e 1 em Cuiabá, e continuado o sistema de loteamentos da Financial, responsável por loteamentos próprios e de terceiros nas cidades de Campo Grande, Cuiabá, Várzea Grande, Rodonópolis, Dourados e Sidrolândia.

Na agropecuária, foi Presidente da Acrissul [Associação dos Criadores do Mato Grosso do Sul, de 1979 a 1981; atuou na organização da 42 Expogrande [Exposição agropecuária de Campo Grande] em 1980 e e na organização da 43 Expogrande em 1981; iniciou o 1º projeto de Arroz Irrigado em Rio Brilhante no ano de 1980, com sistema de reservação da água em barragens, e em 1984, instalou um projeto de Arroz Irrigado na Fazenda San Francisco na localidade brasileira de Miranda/MS, com área de 3.800 hectares; em 1983, iniciou o Cruzamento Industrial de bovinos, em convênio com o CNPCG [Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Corte] da EMBRAPA [Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária], trabalhando com as raças: Nelore, Simental, Marchigiana, Chianina, South Deuon, Red Angus e Pardo-Suíço Corte sobre Nelore, e abriu a Empresa Fazendeiro Nutrição Animal, com sede em Campo Grande-MS e filial em Rio Brilhante-MS, destinada à produção de rações e suplementos alimentares; em 1986, iniciou confinamento de bovinos na Fazenda Remanso de Rio Brilhante-MS; de 1989 a 1995, foi Presidente do Sindicato Rural de Campo Grande; implantou melhoramento genético de bovinos das Raças Nelore, Pardo Suíço Corte, Composto Montana Tropical em 1991, destinadas a produção de carne, todas com avaliação genética pelo “modelo animal” (científica), coordenada por professores da USP [Universidade de São Paulo] de Ribeirão Preto-SP e Pirassunga-SP, e iniciou a criação de gado Pardo-Suíço Corte PO, utilizando transferência de embriões a partir de 1992; e ainda em 1992, iniciou o sistema de confinamento na Fazenda San Francisco.

Já Plantou: Soja, Milho, Arroz Irrigado, Aveia, Milheto, Sorgo para cobertura de área no inverno e alimentação de gado. Montou e operou a San Francisco Agropecuária em Miranda-MS para secagem, armazenamento e produção de sementes de Arroz. A Fazenda Remanso em Rio Brilhante-MS está em convênio com a EMBRAPA no Programa Procitrópicos, desde 1995. Foi também em 1995, que iniciou a criação do Bovino Composto Montana Tropical, em franquia com Leachman Cattle Campany de Montana nos Estados Unidos da América e CFM Agro-Pecuária de São Paulo-SP. Em 1996, implantou a sistematização da área de terra para arroz irrigado na Fazenda San Francisco, usando tecnologia informatizada a laser. Em 2005, foi o responsável pela implantação do programa de qualidade “Genética Aditiva” na pecuária bovina, um programa com base cientifica, pelo qual se elimina todos os animais, que não sejam igual ou superiores aos seus progenitores. Em 2007, implantou um empreendimento de plantio de eucalipto em Miranda-MS, e em 2008, iniciou o programa de Gir Leiteiro com avaliação genética.

Fontes consultadas:

  1. aacpdappls.net.ms.gov.br/…
  2. www.heliocoelho.com.br/…
  3. www.abcz.org.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/3759

RSS/XML