Dia da Mentira ou Dia dos bobos (1 de abril)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/4101

Próxima Celebração "Dia da Mentira" ou "Dia dos bobos": Domingo, 1 de Abril de 2018, : daqui 337 dias, 06:59:12-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia da Mentira ou Dia dos bobos em 1 de abril de cada ano, é uma comemoração de várias partes do mundo [também conhecida como "primeiro de abril"], que tem sido festejada com brincadeiras e pegadinhas das mais variadas, e que supostamente teria sido iniciada no século XVI, quando o rei Carlos IX de frança teria resolvido alterar a comemoração do 1º dia do ano para 1 de janeiro no calendário gregoriano.

Segundo se conta, há muitas explicações para o 1 de abril ter se transformado no "Dia da Mentira", também conhecido como "Dia das Mentiras", "Dia das Pegadinhas", "Dia dos Tolos (de Abril" ou "Dia dos Bobos". Uma delas diz que a brincadeira teria surgido na França Desde em começos do século XVI, pois até então, o Ano Novo era festejado no dia 25 de março, data que marcava a chegada da primavera, e as festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril. Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX da França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano se iniciaria a 1 de abril, o que fez com que os desavisados e os discordantes da mudança [tidos então como os "Bobos de Abril"] se convertessem em alvos das mais inusitadas ridicularizações, a partir de convites para festas que não existiam e/ou do oferecimento de cartões e presentes os mais esquisitos, cujas brincadeiras ficaram conhecidas como "plaisanteries".

Mas essa teoria não explica, por exemplo, as referências dessa celebração que teriam sido encontradas já em 1392 em Os Contos de Cantuária" ou "The Canterbury Tales" do diplomata, escritor, filósofo e poeta inglês, Geoffrey Chaucer, muito embora se diga que possa ter havido um erro de cópia nos manuscritos existentes de uma das histórias do livro do século XIV, intitulada Nun’s Priest’s Tale de "Os Contos de Cantuária", e que Chaucer realmente escreveu, "em março foi gon" ou "Syn March was gon" e não "Syn March bigan thritty dayes and two", e a passagem originalmente significava 32 dias depois de março, ou seja, 2 de maio, o aniversário do envolvimento do rei Richard II da Inglaterra com Anne da Boêmia, que teve lugar em 1381, o que fez com que os leitores aparentemente não tivessem entendido esta linha, e acreditassem que ela significava "32 de março", ou seja, 1 de abril.

Para conhecimento, em países de língua inglesa, o dia da mentira costuma ser conhecido como "Dia dos Tolos (de abril)" ou "April Fools' Day"; na Itália e na França é respectivamente chamado "pesce d'aprile" e "poisson d'avril", literalmente "peixe de abril". No Brasil, o primeiro de abril começou a ser difundido a partir do atual Estado brasileiro de Minas Gerais, onde circulou "A Mentira", um periódico de vida efêmera, lançado no 1º de abril de 1828, com a notícia do falecimento do então Imperador do Brasil, Dom Pedro I, que foi desmentida no dia seguinte. "A Mentira" saiu pela última vez a 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente. Na Comunidade Autônoma da Galiza na Espanha, o dia é conhecido como "día dos enganos".

Ainda hoje, no Dia das Mentiras, alguns jornais costumam publicar notícias falsas, esclarecendo os leitores, em letras menores ou na edição seguinte, de que se tratava de “uma mentira de 1 de abril”. Em 1999, por exemplo, a atriz brasileira, Fernanda Montenegro, apareceu na capa do "Jornal Cruzeiro do Sul" da cidade brasileira de Sorocaba,-SP, exibindo sua conquista: Uma estatueta do "Oscar" por melhor atriz. Na mesma página, havia notícias como: a elevação do salário-base do operário brasileiro para R$ 3 mil, em razão da "crescente oferta de emprego", a inauguração da Universidade Pública de Sorocaba, a contratação do jogador brasileiro de futebol, Ronaldinho, pelo São Bento de Sorocaba, um time de futebol local, o Rio Sorocaba com as águas azuis e um pescador exibindo um dourado de 7 quilos no trecho urbano, a duplicação da Rodovia Raposo Tavares, a descoberta das curas da Aids e da obesidade. O rendimento da poupança a 20% ao mês, e o dólar a R$ 0,50 abriam a seção econômica. A capa "verdadeira" havia sido transferida para a 2ª página desse caderno. As "falsas" notícias, no entanto, renderam muita leitura. "Acossado por um volume exageradamente alto de más notícias, o leitor sente, neste momento, a necessidade de fantasiar um pouco", explicava então o jornal. A brincadeira rendeu muitos telefonemas à redação, mas a maioria para elogiar a iniciativa, segundo o então redator chefe do jornal, Djalma Benette.

Fontes consultadas:

  1. pt.wikipedia.org/…
  2. visao.sapo.pt/…
  3. en.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/4101

RSS/XML