Dia da Celebração de "Vartavar" (98 dias após a Páscoa dos Cristãos Orientais)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/811

Próxima Celebração "Dia da Celebração de "Vartavar": Sábado, 5 de Agosto de 2017, : daqui 41 dias, 14:42:51-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia da Celebração de "Vartavar" é uma comemoração móvel da Armênia, que também é conhecida como "Vardevar" ou "Vardavar", e que tem sido festejada cerca de 98 dias ou 14 domingos após o "", cuja data da celebração pode ocorrer entre os dias 28 de junho e 1 de agosto no calendário juliano (11 de julho e 14 de agosto de cada ano no calendário gregoriano até 2099, quando a diferença entre o calendário oriental e o calendário ocidental passará para 14 dias).

O nome da festa é um derivado de "Vard" em armênio, porque os armênios sempre ofereceram suas rosas como uma celebração ("VaRt" significa "rosa" e "var" significa "subir" ou borrifar com água).

Nesse dia, as pessoas de todas as idades molham-se umas às outras com pistolas d'água, mangueiras, baldes ou qualquer outro vasilhame que possa conter água, sendo bastante comum ver pessoas despejando baldes de água a partir de suas varandas, para molhar os desavisados que passam por debaixo delas.
A festa é também um meio de refresco nos dias de verão, geralmente quentes e secos nessa época do ano.

Essa festa conta com grande popularidade entre as crianças, pois é um dia em que os pequenos podem se divertir a vontade com muitas brincadeiras. Mesmo jovens casais aproveitam a festa para molharem-se uns aos outros.

A tradição de "Vartavar" atualmente é tida como uma festa de Cristãos, muito embora a história de "Vardavar" remonte aos tempos de pagãos armênios, que nessa época cultuavam a deusa Astghik como a deusa da água, da beleza, do amor e da fertilidade.
Eles então ofereciam rosas ou "vart" a essa deusa, para que essas rosas subissem ou "var" até a sua homenageada.

Já que Vartavar tem suas raízes em tempos pré-cristãos, um dos melhores lugares para se observar essa festa é a localidade armênia de Garni, perto do único templo pagão da Armênia, onde o festival parece ficar muito mais autêntico.
De acordo com uma lenda, a deusa Astghik espalhava o amor pela terra armênia através da aspersão de água rosada.
Mas há outra lenda pela qual, Vahakn, que era o amor de Astghik fora ferido em uma luta com o mal.
Então ela correu descalço em seu auxílio, e no caminho machucou seus pés ao pisar sobre os espinhos das rosas, tingindo as flores com o vermelho de seu sangue e dando origem às rosas vermelhas. Foi aí que nasceu a flor do amor.

Astghik teve seu templo, onde jovens e velhos iam em peregrinação para admirá-la, cantar, e oferecer buquês de flores e outros presentes para sua deusa.

Fontes consultadas:

  1. en.wikipedia.org/…
  2. tamarnajarian.wordpress.com/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datascomemorativas.org/811

RSS/XML